A preguiça mental e espiritual

preguica_madu-lopes

Preguiça é algo real que nos distancia de nosso caminho pessoal.Muitos se tornaram distantes de si mesmos por preguiça mental,preferem entregar a inércia,pois para melhorar é preciso analisar-se e isso dá trabalho,dói e exige uma tomada de posição.Na adolescência,acreditamos piamente que seremos melhores do que nossos pais,no entanto com o tempo,vamos fazendo as mesmas concessões que eles fizeram na vida,indo ao encontro das mesmas insatisfações e frustrações.

Vivemos em uma inércia alimentada por indução magnética,algo como um processo de “osmose” em que, sem nos darmos conta,vamos nos tornando iguais a nossos pais por comodismo,pois,afinal,eles já abriram o caminho para nos tornarmos iguais a eles.Há bem pouco tempo,o filho de um sapateiro acabaria sendo sapateiro também,independente se isso lhe agradaria ou não,pois foi o melhor que seu pai pôde fazer.E,como era apenas a continuidade dos seus pais,só lhe restava dar continuidade ao que ele começou.mas isso não precisava ser assim.

Vencer a preguiça é vencer o comodismo,paradigmas pessoais e condicionamentos que vêm muitas vezes de nossos pais,parentes e amigos.Tudo nos influencia,somos frutos do meio,ao mesmo tempo em que somos frutos genéticos de nossos pais e frutos divinos no Criador.O meio e a raiz familiar nos influenciam de forma inebriante e, em alguns casos, até mesmo fatalista,mas não podemos esquecer de que também somos frutos divinos e trazemos em nossa alma uma ligação com o Mistério maior da Criação.

Há tribos que consideram as crianças verdadeiros mestres,pois guardam lembranças frescas do mundo em que estavam antes.Reprimir ou corrigir uma criança é coisa séria que pode deixar marcas para toda vida.

Uma criança reprimida já está a caminho de se tornar um adulto frustrado,a não ser que consiga juntar força para vencer seus traumas.Neste caminho,o primeiro passo é perdoar seus pais,seus agressores e,principalmente,perdoar-se a si mesmo por caminhar com essa culpa com relação à vida e a si mesmo.

Na Umbanda,temos a oportunidade de buscar força e entusiasmo para criar mudanças,curas e transformações que nos permitam vencer todas estas limitações,comodismos e condicionamentos. Portanto,saia do lugar comum,saia da preguiça mental e espiritual.

A Umbanda lhe chama para trabalhar a si mesmo.Pare de apenas pedir coisas e reclamar das pessoas para os guias de Umbanda.Pare com este comportamento cômodo em que você é a vítima do mundo.Perceba que as dificuldades que está passando são resultados de suas escolhas na vida ou de suas escolhas feitas antes de encarnar.Perceba que tudo que o incomoda no comportamento dos outros reflete apenas suas dificuldades internas e o quanto você ainda precisa crescer para não se incomodar mais com os outros.

Este é um fato:a Umbanda lhe convida para crescer e,ao mesmo tempo,lhe oferece muitas ferramentas para isso.Além de uma infinidade de recursos magísticos (defumação,banho de ervas,firmezas,oferendas e etc.) e,por fim,o mais importante,temos a presença de nossos amados guias e Orixás em nossas vidas.Aprenda com a vida,aprenda com as dificuldades da vida e supere suas limitações,contando com o amparo da espiritualidade.E lembre-se:ninguém pode fazer a sua parte.

Por Alexandre Cumino