BENZIMENTO PARA ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO

cachorro-beneficios

O benzimento é uma ferramenta de Fé, se dá no conjunto de rezas, se ele é baseado na fé, ele necessita desse estado de crença para acontecer.
O benzimento é praticado independente de quaisquer crença ou religião, sendo assim, o benzimento é livre para ser praticado por qualquer pessoa que tenha Fé e vontade.
Para um bom benzimento, não existe hora e nem lugar, o que importa é a força que o benzedor usa na expressão e aplicação do verbo, pois benzer é fazer um jogo de palavras com poder de ação no campo astral e no campo material.

Quem possui um animalzinho de estimação, sabe que, este pequeno (ou grande rs) bichinho é o seu melhor e mais confiável companheiro para a vida toda.
Por vezes esses nossos companheiros ficam doentes e nós sabemos que precisamos fazer de tudo para ajuda-los. A dica principal é leva-lo rapidamente a um veterinário para que possa ser examinado e medicado da melhor forma.
Porém, compartilho com vocês algo para ajudar (uma força extra, baseado na Fé) para quando houver algum problema com seu animal de estimação, Continuar lendo

CONGÁ DE UMBANDA

congá tucu
A palavra “congá” é de origem banto e é utilizada no ritual de umbanda para denominar o “altar sagrado” do terreiro. Este altar é composto geralmente de imagens de santos católicos, caboclos, preto-velhos, e outros. (Em nosso Templo é composto por Imagens dos Sagrados Orixás e Santos)
O congá, normalmente, situa-se no fundo do terreiro, de frente para o público. É composto por uma estrutura onde ficam as imagens e outros apetrechos religiosos e tem relação estreita com o que está embaixo: os assentamentos ou os fundamentos do terreiro.
Sua disposição é diversificada, podendo haver Continuar lendo

O GUARDIÃO TRANCA RUAS:

maxresdefault

O Guardião Tranca Ruas pode ser tudo o que queiram, menos como tentam mostrar: Um demônio. Jamais foi ou é o que este termo deturpado significa na atualidade e nem o aceita como qualificativo das suas atribuições: Trancar a evolução dos desqualificados, desequilibrados e desvirtuados espíritos humanos.
Odeia os que odeiam, sente asco dos blasfemos, nojo dos invejosos, repulsa pelos falsos, ira pelos soberbos e pena dos libidinosos.”
Assim é TRANCA RUAS, por Origem, Natureza e Formação, um Exú de força consistente, que vem na terra fazer a caridade, ajudar os aflitos e obsediados, derrubar magias negras, proteger seus filhos queridos, ensinar o caminho da evolução.

O Senhor Exú Tranca Ruas é enviado direto de Pai Ogum.
Tranca Ruas é a Entidade de Luz que abre ou fecha os caminhos dependendo da necessidade.

Na Quimbanda É assistente direto de Beelzebuth (Mór), no Reino do Poder. Da mesma forma que Seu Sete Encruzilhadas (Aschtaroth), Seu Tranca Ruas tem o domínio das estradas e caminhos, onde executa as ordens dos maiores. Sendo uma Entidade que dirige um grande número de trabalhadores, tem a sua posição na escala hierárquica do seu povo, em quase idêntica igualdade de condições do seu “mano” Marabô. Possui o seu ponto esotérico, bem como, os seus pontos riscados e cantados, diferindo os mesmos de acordo com as irradiações santos empregos nas quais são realizados os seus infindáveis trabalhos de alta magia. à Seu Tranca Ruas são entregues todos os pedidos feitos nas encruzilhadas. Seu Tranca Ruas foi o primeiro enviado, pelo seu maioral, para fazer contato para a formação de segurança e abertura de trabalhos de magia, condição esta do máximo respeito que deve-se a esta Entidade, e também a razão do tridente, que o identifica, aparecer em todos os pontos riscados de esquerda e nas tronqueiras deverá ser assentado o seu ponto como segurança geral.

Na Umbanda
O grande agente Mágico do Equilíbrio Universal. É o Guardião dos Caminhos, companheiro dos Pretos Velhos, Caboclos, aparador entre os homens e os Orixás, lutador incansável, sempre de frente, santos empregos sem medo, sem mandar recado. Senhor da escuridão e do plano negativo atuam dentro de seus mistérios, regendo seus domínios e os caminhos por onde percorre a humanidade.

CULTO AO SENHOR TRANCA RUAS –

DIA DA SEMANA – Segunda-feira

FIRMEZA – 1 Vela Bicolor preto e vermelho, um copo com wisk e um bom charuto.

OFERENDA PARA ABRIR CAMINHOS – 1 alguidar de barro, Farinha de mandioca crua e grossa, azeite de dendê, marafo, pimenta do reino, pimenta calabresa, 7 moedas de maior valor, 7 folhas da fortuna, 1 pedaço de ferro, 3 velas bicolor preto e vermelho e 1 charuto.

MODO DE PREPARO – Lave o alguidar com o marafo, coloque a farinha, azeite de dendê, marafo, pimenta do reino e pimenta calabresa e misture bem com as mãos.
Coloque o pedaço de ferro ao meio da farinha, em volta coloque as 7 moedas e por fim coloque em volta das moedas as 7 folhas da fortuna.
Coloque a oferenda e acenda as 3 velas formando um triangulo com a oferenda ao meio, acenda o charuto, bafore a fumaça do charuto 7 vezes sobre a oferenda e depois coloque o charuto ao lado.
PEÇA AO SENHOR TRANCA RUAS QUE ABRA SEUS CAMINHOS E QUE CONFORME SEU MERECIMENTO, ATENDA SEUS PEDIDOS.
ESTA OFERENDA PODE SER FEITA EM UMA ENCRUZILHADA OU EM SEU LAR AO LADO DE FORA (QUINTAL).

BANHO DE FORÇA DO EXU TRANCA RUAS – 7 folhas de pinhão roxo, folhas de jabuticabeira e 7 folhas da fortuna.

MODO DE PREPARO – Em um pote de vidro, barro ou plastico, macere em água pura as ervas citadas acima, extraia bem o sumo.
Enquanto estiver preparando o banho, ir mentalizando a força do Guardião Tranca Ruas e realizando seus pedidos.
Depois de pronto o banho, deve ser jogado no corpo do pescoço para baixo.
ESTE BANHO PODERÁ LHE AJUDAR COM FORÇA PARA CONQUISTAR SEUS OBJETIVOS, ABERTURA DE CAMINHOS, CONEXÃO COM O GUARDIÃO TRANCA RUAS.
É RECOMENDADO TOMAR UM BANHO DE DESCARREGO ANTES DE TOMAR ESTE BANHO DE AXÉ.

 

PONTOS CANTADOS AO EXU TRANCA RUAS –

Quando o sol aqui não mais brilhar
Quando a lua o seu clarão refletir
É sinal que está na hora
É ele quem chega agora
Já deu meia noite
Tranca rua é quem chega aqui
Jurou amar alguém na encruzilhada
Jurou fazer o bem de madrugada
E hoje com fé
Companheiro e amigo leal
Quebra feitiço e também desfaz o mal
E toda vez que na rua eu caminhar
E ouvir de longe sua voz a ecoar
Tenho certeza que agora não ando sozinho
Seu tranca ruas é o dono do meu caminho


De capa e cartola caminha na madrugada
Andarilho da estrada, sempre combatendo o mal
Seu Tranca Ruas é amigo camarada
Dando forte gargalhada, me livra de todo o mal
A laroiê Exu, a Mojubá
Melhor que Tranca Rua das Almas não há
Sete marafos coloquei na encruzilhada
Sete velas e charutos, também levei um padê
A meia noite chamei por seu Tranca Ruas
Ouvi forte gargalhada, ele veio me valer
A laroiê Exu, a Mojubá
Melhor que Tranca Rua das Almas não há
Faço um pedido no meio da encruzilhada
Pra Tranca Rua das Almas, antes do galo cantar
Se o galo canta, é sinal que ta na hora
Firma gira meu Ogã que Tranca Ruas vai embora
A loroiê Exu, a Mojubá
Melhor que Tranca Rua das Almas não há


Deu meia noite, a lua se escondeu
Lá na encruzilhada dando a sua gargalhada
Tranca Rua apareceu
É Laroê, laroê, é loroê
É Mojubá, mojubá, é mojubá
Ele é Odara dando a sua gargalhada
Quem têm fé em Tranca Rua
É só pedir que ele dá

 

 

AXÉ IRMÃOS!!

TIPOS DE OFERENDAS NA UMBANDA:

13506995_967027326747619_5473747321073634632_n

Muitas pessoas perguntam o que vem a ser uma oferenda ou um ebó na Umbanda, que em resumo são a mesma coisa com diferentes objetivos. Uma oferenda é a soma da energia de cada elemento entregue a entidade ou orixá para trabalhar espiritualmente resolvendo seus problemas.
Trata-se de oferecer a determinadas entidades ou orixás da Umbanda alimentos, flores, bebidas e objetos de culto para que realizem no plano espiritual o “conserto” daquilo que está atrapalhando a nossa vida.


Principais oferendas:

Oferendas de agradecimento: Quando em momentos de necessidades oramos e recebemos ajuda dos orixás e entidades regentes, costumamos fazer promessas ou retribuir de alguma forma. Pode ser uma oferenda na natureza ou algum auxilio aos necessitados. Compartilhando nosso sucesso e dizendo de forma simbólica que sem aquele auxilio não teríamos conseguido, por isso, somos gratos.

Oferendas de pedido de ajuda: Em forma de vela acesa ou uma visita de oração a um ponto de grande poder natural, como um pico ou campo aberto. Os orixás, como forças da natureza são espíritos hierarquizados que agem diretamente na esfera terrestre, estão nos campos e pontos energéticos da superfície terrestre, em todo nosso redor.

Oferendas para recuperar o que foi perdido: Visa a devolução do que pode ter sido tirado de nós por magia negativa ou até por nosso próprio descuido com a vida espiritual. Por meio de pensamentos ou ações espirituais de energias negativas as pessoas podem tirar de nós desde o ânimo para levantar de manhã até a saúde física ou dinheiro. Uma oferenda propícia a espiritualidade o poder de ajudar a recuperar objetos, bens materiais até mesmo o eixo de sua vida.

Oferendas de purificação: Geralmente é feita em locais próximos à água corrente ou em matas. Alguns fazem em cemitérios, mas sem o controle espiritual de uma entidade chefe pode se reverter em energias negativas muito pesadas. Estes lugares funcionam como “ralos energéticos” e absorvem os maus fluidos, mas a água e as matas têm o poder reciclador de muito axé, enquanto no cemitério a energia ruim absorvida pode ficar retida e prejudicar quem não estiver preparado, pois é um local que acumula muita tristeza e pesar.

Oferendas aos orixás e entidades regentes: A fim de obter ajuda para realizar aquilo de melhor para nós, nossos “amigos espirituais” sempre vão requerer nosso comprometimento e fé e, algumas vezes, isto pode vir em forma de uma oferenda a pedido de nosso orixá ou entidade regente. Médiuns devem fazer frequentemente uma oferenda ritual a seus orixás , assim como deve fazer também para seus guias espirituais mais próximos.

AXÉ A TODOS OS AMIGOS!

O MÉDIUM E A INCORPORAÇÃO:

12928325_917320678384951_909038042885246821_n

O médium iniciante, primeiramente ele tem que ser o máximo verdadeiro e sincero possível, precisa confiar no seu dirigente, nos guias chefes do terreiro, os quais estarão ali para assessorar no que for possível, precisa haver sempre uma conversa franca, consciente, onde o médium tem que ter o espaço para falar de suas sensações e medos para que as mesmas sejam explicadas e orientadas. O médium quando do processo de acoplamento espiritual, tem que haver uma entrega, uma confiança para aquele guia que quer se manifestar, o médium ele deve entender que ele é um instrumento, e confiar na direção dos guias chefes da casa os quais estarão conduzindo bem de perto todo processo e caso ocorra algo errado estarão ali também para consertar e direcionar o que for preciso.


Sem esse desprendimento, confiança, o médium não irá conseguir fazer a entrega necessária. O medo de errar, muitas vezes inibe a chance de acertar, então não tenham medo de errar, porque errando vocês estarão aprendendo. Evitem de falar sobre suas duvidas mediúnicas e espirituais com médiuns dentro do terreiro que lhes faltem a licença e conhecimento para isso. Uma má orientação pode ser devastadora na mente de um médium iniciante.


Médiuns aprendam uma coisa, não existe comparação de um médium para com o outro, cada médium traz consigo sua trajetória, sua missão, é totalmente equivocado e errado se auto comparar com a trajetória de um outro médium. Os médiuns dentro do terreiro são peças únicas, com vivências e trajetórias próprias.

Cada médium tem seu tempo para realizar seu acoplamento espiritual, há médiuns que levaram dias, outros meses, e outros anos.Deixemos aos GUIAS,nós conduzir ao momento exato de nosso desenvolvimento mediúnico.

AXÉ MEUS AMIGOS