08 de Dezembro – Dia de Mamãe Oxum

Oshum
O dia nasce na mata linda verdejante,
clamo ao Sol seu brilho e o Rio sua corredeira,
O vento passa por mim rápido como um ser viajante,
Deslumbrando minha Mãe Oxum ao longe em sua cachoeira.
.
    Sentada estava com um lírio na mão,
Com seu lindo sorriso encantador,
Oxum bela cantava sua canção,
Demonstrando pelas águas límpidas o seu amor..
.
    Dessa bela Orixá cheia de encanto,
Me aproximei com olhar deslumbrado,
Ao sentir a pureza de seu manto,
E de joelhos fiquei ao seu lado.
.

Continuar lendo

08 de Dezembro – Dia de Mamãe Iemanjá

1e9090ef7abe6e528f2a09e7cffaa2b7--muru-santos
Na grandeza dos belos mares,
busco sua proteção,
a ti peço que me guardares,
me acolhendo em seu coração.
    A beleza em ti resplandece,
fazendo meus olhos brilharem,
ser seu filho a mim enobrece,
feliz em ter seus anjos me habitarem.

Continuar lendo

04 de Dezembro – Dia de Iansã

45e71526b202142dc0c75ac73804f4d0

Iansã é uma das Mães Orixás mais cultuadas dentro da Umbanda e do Candomblé. Seu nome vem do yorubá – Iyá Mesan (a mãe de nove filhos). Iansã simboliza o aspecto guerreiro e protetor da Mãe Divina. É o arquétipo da mulher determinada, que vai a luta e não espera as coisas acontecerem.

Como vibração divina, Iansã é o próprio axé que movimenta toda Criação. É também força direcionadora dentro da vida dos seres humanos. Senhora da Lei, és aplicadora e desencadeadora dos processos cármicos ligados a justiça divina. Mas é também, amparadora e guardiã dos trabalhos dármicos (missão) desempenhados por diversas consciências encarnadas aqui na Terra.

Continuar lendo

OXALÁ

oxala23-673x10241

Orixá masculino, de origem Ioruba (nagô) bastante cultuado no Brasil, onde costuma ser considerado a divindade mais importante do panteão africano. Na África é cultuado com o nome de Obatalá. Quando porém os negros vieram para cá, como mão-de-obra escrava na agricultura, trouxeram consigo, além do nome do Orixá, uma outra forma de a ele se referirem, Orixalá, que significa, orixá dos orixás. Numa versão contraída, o nome que se acabou popularizando, é OXALÁ.

Esta relação de importância advém de a organização de divindades africanas ser uma maneira simbólica de se codificar as regras do comportamento. Nos preceitos, estão todas as matrizes básicas da organização familiar e tribal, das atitudes possíveis, dos diversos caminhos para uma mesma questão. Para um mesmo problema, orixás diferentes propõem respostas diferentes – e raramente há um acordo social no sentido de estabelecer uma das saídas como correta e a outra não. A jurisprudência africana nesse sentido prefere conviver com os opostos, estabelecendo, no máximo, que, perante um impasse, Ogum faz isso, Iansã faz aquilo, por exemplo.

Continuar lendo

QUEM É O ORIXÁ XANGÔ

Olá, Irmãos!

Como vimos no post anterior sobre os Orixás Regentes de 2018, Pai Xangô será a maior regência dentro do próximo ano. No Texto a baixo vamos falar um pouquinho da energia e características deste Orixá fantástico.

01255753c5cc8db1f1dad95d8aa425b8

XANGÔ

Ele é o orixá da sabedoria, da justiça, da política. Seu poder é representado pela balança, simbolizando o equilíbrio do julgamento. Ele é quem luta para manter o universo divino balanceado e consistente. A representação de Xangô muitas vezes é feita com um machado. É um machado de dois gumes, que representa a força da justiça que corta para os dois lados, representando a neutralidade do equilíbrio. Quem invoca a justiça de Xangô deve ter em mente que também será julgado, e se estiver devendo à justiça divina, também terá que pagar.

Continuar lendo