ERVAS DOS ORIXÁS

BXK8716_plantas800

De uma forma geral, toda erva, toda folha, pertence à Ossãe!
Segundo a mitologia africana, Yansã achando isso injusto, usou seus ventos para espalhar as ervas e desse modo cada Orixá poderia apanhar as que lhe interessasse. Contudo o conhecimento sobre o uso de cada uma delas pertence somente a Ossãe!

Ossãe é a folha em si mesma, seus mistérios, seus ingredientes que podem salvar ou matar, acalmar ou enlouquecer, elucidar ou alucinar. Ossãe é o movimento da inteligência humana, é o âmago das ciências médicas com suas “folhas” sintéticas, seus aparatos que vão muito além das possibilidades dos sentidos.
Por isso se canta ao se colher folhas na mata, para propiciar nas folhas o que os olhos não vêem, para lembrar que a mistura de folhas escolhidas é fruto de um ato pensado.

Oxalá – tapete de oxalá, manjericão, colônia, rosa branca, alfazema, manjerona e alecrim do campo.

Oxóssi – eucalipto cheiroso, guiné, goiabeira, pitangueira, cipó de são João, capim cidreira e folha de girassol.

Ogum – espada de são Jorge, romã, comigo ninguém pode, cravo vermelho (flor), losna, manjericão e lança de ogum.

Xangô – quiabo, folha de limão, folha de manga, poejo, pinhão roxo, arnica e pariparoba.

Obaluaê – cana do brejo, babosa, artemísia, losna e folha da costa.

Iansã – hortelã, espirradeira, gerânio, espada de santa Barbara, louro, bambu (broto) e folha de algodão.

Oxum – camomila, erva doce, erva cidreira, erva de santa Maria, malva, poejo e manjericão.

Iemanjá – alga marinha, pata de vaca, erva de santa Luzia, alfazema, musgo do mar, camomila e cipreste.

Nanã – cipreste, sensitiva, quaresmeira, boldo, manjerona, carqueja e hortelã.

 

AXÉ IRMÃOS!!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *