As guias de proteção são aquelas que podemos usá-las no dia a dia, são mais curtas ficando na altura do plexo solar. Podem ser de cascalho de pedras, miçangas, sementes, porcelanas ou cristal.

O procedimento é confeccioná-las, limpar com água e sal grosso, depois água mineral com alfazema, ervas, flores (pétalas) do Orixá correspondente.

Depois disto, leva-las ao terreiro, pra que sejam consagradas e imantadas pelos guias espirituais.

Pedras dos Orixás
Oxalá – Cristal
Oyá – Quartzo fumê
Oxum – Quartzo rosa
Oxumaré – Fluorita
Oxóssi – Quartzo verde
Obá – Hematita
Xangô – Jaspe vermelho
Egunitá – Ágata do fogo
Ogum – Granada
Iansã – Citrino
Obaluaiê – Quartzo branco e preto
Nanã – Ametista
Yemanjá – Água marinha
Omulu – Ônix preto

Cores
Oxalá – Branco
Oyá – Azul/Branco e preto
Oxum – Rosa/ Amarelo ouro
Oxumarê – Azul celeste/ Furta cor
Oxóssi – Verde
Obá – Magenta/ Marrom/ Terra
Xangô – Marrom / Vermelho
Egunitá – Laranja/ Dourado/ Vermelho
Ogum – Vermelho/ Azul escuro/ Branco
Iansã – Amarelo/ Vermelho coral
Obaluaiê – Branco e preto/ Violeta
Nanã – Lilás/ Prata
Yemanjá – Azul claro/ Prata
Omulu – Branco/ Preto/ Vermelho/ Roxo
Exu – Preto/ Preto e Vermelho/
Pomba Gira – Vermelho/ Vermelho e Preto

Elementos dos Guias Espirituais
Caboclos: Verde – sementes de açaí, esmeralda, dentes, penas.
Preto Velho: Branco e Preto – Lágrimas de Nossa Senhora, cruz, rosário.
Baianos: Amarelo – coquinho, citrino, búzios.
Boiadeiros: Amarelo, preto, azul escuro, olho de boi, jaspe leopardo.
Erê: Rosa, Azul claro, cristal, quartzo rosa.
Ciganos: Coloridos, ágata de fogo e pedras diversas, fitas coloridas.
Marinheiro: azul claro, azul escuro, vermelho, branco, hematita, água marinha, conchas, âncora.
Exu: Preto, vermelho, olho de cabra, ônix, hematita, obsidiana, tridente, búzios pretos, caveira de resina.
Pomba Gira: vermelho, preto, coral, quartzo rosa, tridente.

Símbolos dos Orixás
Oxalá – Cruz
Oyá – Espiral, ampulheta, cabaça.
Oxum – Símbolo de coração.
Oxumarê – Cobra, arco íris.
Oxóssi – arco e flecha, pena, cipó.
Obá – escudo, terra, espada.
Xangô – machado, cobre, pedra.
Egunitá – espada, cálice, raio de fogo.
Ogum – espada, escudo, capacete, lança.
Iansã – espada, cálice.
Obaluaiê – cruzeiro, portal, cabaça.
Nanã – lua
Yemanjá – estrela e concha.
Omulu – cruz e palha da costa.

Esses são alguns exemplos para que você possa confeccionar as guias com fundamento, pois mesmo que seja para proteção, não utilizamos materiais sintéticos, plásticos e sim elementos naturais, pois são condensados de energias. Os materiais sintéticos não são capazes de condensar essas energias.

Mônica Berezutchi – JUS – Junho/2012.


Autor Jaque \\ tags: , , , , , ,


Dê sua Opnião


Os campos marcados com (*) são obrigatórios, seu e-mail NÃO será divulgado

Início | Ensinamentos | Sobre | Eventos | Fotos | Contato

contador de visitas PageRank Checking Icon