Merecimento


Constantemente nos perguntamos, o por que de passarmos por determinadas situações. Somos espíritos e levamos de uma vida para outra aquilo que ainda precisamos consertar em nós mesmos, de forma que cada existência nossa é um novo ponto de partida. Daquilo que ficou completamente corrigido, não resta um traço sequer, porém do que não foi, levamos de vida a vida a oportunidade de consertar.

Na verdade, pouco nos importa hoje sabermos o que fizemos ou quem fomos um dia, até porquê se nos fosse conveniente lembrar, não nos teria sido proposto esquecer.

Muito se fala em resignação, como prenúncio de cura, mas podemos passar pela vida que escolhemos, sorrindo ou chorando. Nada do que temos nos foi imposto. Tudo é criação nossa, para que possamos provar a nós mesmos, que estamos crescendo. E se tudo não passa de criação nossa, e ainda podemos optar por sorrir ou chorar, por quê não passar pela vida sorrindo? Será muito mais prazeroso.

Basta que nos sintamos merecedores disso. Merecedores de sermos felizes! Mas e este merecimento? Quem decide se somos ou não merecedores? Deus? Algum ser supremo?

Na verdade, somos nós quem nos sentimos ou não merecedores. Somos nós, através de nossas atitudes perante a nós mesmos, quem decidimos se somos ou não merecedores.
Este merecimento tem de ser construído. Passo a passo. Momento a momento. Está relacionado ao amor que precisamos sentir por nós mesmos, que aliás é única obrigatoriedade, que temos para cada uma de nossas experiências de vida, que é amar. Primeiro a nós mesmos. Em seguida aos nossos semelhantes, como a nós mesmos. Aí começamos a fabricar o nosso merecimento.

Na medida que compreendamos e acima de tudo, aceitemos que não existe o erro, que tudo não passa de aprendizado, pois somos espíritos ainda infantis, então nossas culpas começam a se autodesintegrar no ar.

Diga a si mesmo a todo instante, Eu Sou Filho de Deus Perfeito, tudo o que fiz até agora, representou para mim um grande aprendizado e estou, enquanto Essência Divina que Eu Sou, disposto a mudar agora o rumo de minha vida, me perdoando por tudo o que tenha feito de não tão bom e, perdoando também a todos aqueles, que de uma forma ou de outra me agrediram, entendendo que na verdade, foram colocados em minha vida, por Deus Pai Todo Poderoso, para que me ensinassem justamente esta lição, que agora aprendo e compreendo.

Em seguida, diga a si mesmo de forma consistente: Eu Sou merecedor de tudo o que é bom. Não de uma parte ou de um pouquinho, mas de tudo o que é bom. Eu Sou merecedor de ser feliz, de ter tudo o que tenho e de ter tudo o que almejo ter. Mereço uma boa vida, abundância no amor, boa saúde, viver com conforto, prosperar, alegria, felicidade e, mereço ter a liberdade de ser tudo o que posso ser.

O Cosmos sempre nos dá, na devida proporção daquilo que emitimos. Eliminemos, portanto, a dúvida e o pensamento negativo, pois estes são os grandes limitadores de nosso sucesso, em todas as nossa vidas. Nesta e em todas as outras que já tivemos até então.

Decretemos abundância e é isso o que teremos. Talvez não a abundância como possamos estar esperando e sim a abundância, que nossa Essência preparou para esta nossa oportunidade de aprendizado. Relacionada a todos os bens que foram concebidos para nosso uso, antes mesmo de nossa reencarnação, que são lastreados em amor pleno, saúde perfeita e prosperidade, enfim de todas a graças que estão disponíveis para nós desde sempre, bastando apenas que nos movimentemos neste sentido e que tomemos atitudes coerentes com as nossas aspirações.

Não nos esquecendo, porém, que nada neste plano nos pertence, não criando dessa forma apego e sentimento de posse, por coisas que aqui estão apenas, para nos fazer crescer e, para que possamos ajudar aos nossos irmãos menos esclarecidos, a também crescer. Tendo em mente que a única coisa que de fato importa, é a nossa evolução espiritual, evolução esta que só existirá, na medida que nos amemos e nos sintamos merecedores, na medida que criemos este merecimento de forma sincera dentro de nosso Ser.

Somos aquilo que acreditamos ser. Aprendamos a agradecer por tudo o que temos. Pois temos o que merecemos.

Não está satisfeito com o que tem? Torne-se então merecedor. Decrete direito!
Se aceitar sugestão, decrete diariamente este Mantra: Senhor da Vida, Eu Sou um Ser de Luz Violeta, mas como ainda vivo dentro deste invólucro denso, fortaleça em mim, cada vez mais esta Luz que Eu Sou!

Prosperidade e Paz.

Fonte: www.magodaluz.com.br