Palavras de um médium …

perdão

Feliz com palavras realmente sinceras, que com toda certeza vieram de coração!!! Obrigado

“Olá, bom dia! Eu sou reservada por natureza e com o tempo aprendi a ouvir mais e falar menos. De tanto observar e me auto analisar, tomei consciência que palavras e atitudes ferem e, que as palavras ferem muitos mais e seus efeitos se propagam. Depois de proferida a palavra ganha asas e quando escrita tonar-se eterna, então, nada mais pode ser feito. Por essa razão e para não passar uma imagem de prepotência ou a impressão de que estou bajulando, escrevo esse depoimento.

Eu tenho muito a agradecer a casa, ao Pai e aos médiuns que me ampararam, me confortaram e me confrontaram na medida da necessidade de cada momento. Nem me lembro qual foi a última vez que chorei ou me escondi da vida. Hoje tenho minhas agruras, meus percalços, minhas pedras no sapato. Porém, elas já não me machucam como antes. Ainda questiono alguns pontos do meu desenvolvimento e da minha evolução, do contrário algo estaria errado.

Mas, o importante é que estabeleci alguns parâmetros para que essas inquietações sejam apenas e tão somente isso, inquietações. Não posso deixá-las ganhar status de problema ou de dor. Devo usá-las para buscar entender onde devo me aprimorar.

A filosofia da casa está em consonância com o que a tempos busco. Pois, acredito na lei da causa e efeito (retorno), bem como na força do pensamento, afinal “coisa” boa atrai “coisa” boa. Gosto da sua franqueza, disciplina e humildade enquanto dirigente.

Sábado passado, quando cheguei a casa, estava triste, por causa das minhas inquietações. Mas, vi a tristeza se dissipar quando me perguntou se estava tudo bem e me abraçou. Me senti acolhida, amparada. Foi como se eu fosse criança e tivesse recebido colo. Esse é o outro lado da palavra, ela também transformar energias. E isso é mágico.

Obrigada pelo amparo, por permitir que eu possa buscar energia e luz na casa; bem como por consentir que possa através da casa cumprir a minha missão. Uma semana esplendorosa a todos nós.

Com carinho”