Pontos Cantados Damas

Umbanda sua rainha chegou, Umbanda mais uma estrela brilhou (bis)

Oi salve, salve as pombas giras que vem da encruzilhada para alegrar nossa gira

Oi salve seus ponteiros de aço

Salve as suas tesouras que cortam todo o embaraço

 

Eu vinha caminhando à pé para ver se encontrava uma cigana de fé (bis)

Ela parou para ler minha mão, ela me disse toda a verdade

Eu só queria saber se ela é a pomba gira de fé (bis)

 

Rosas vermelhas para uma rainha cigana (bis)

Rosas vermelhas, rosas vermelhas pras pomba giras que seguram a nossa Umbanda

 

Ganhei uma barraca velha, foi a cigana quem me deu (bis)

O que é meu é da cigana, o que é dela não é meu (bis)

 

Pomba gira é mulher de sete maridos (bis)

Cuidado com ela, pomba gira é um perigo (bis)

 

Juraram matar pomba gira na porta de um cabaré (bis)

Ela é a pomba gira, a pomba gira ela é (bis)

 

Ê pomba gira, vou cantar em seu louvor (bis)

Na barra da sua saia oi corre água e nasce flor (bis)

 

De vermelho e negro vestindo à noite o mistério traz

De colar de ouro, brinco dourado, a promessa faz

Se você quer vir, você pode vir, faça o que quiser

Mas cuidado, amigo, ela é bonita, ela é mulher (bis)

 

Maria Padilha oi vamos brincar de amarelinha (bis)

Se eu perder você me ganha, se eu ganhar você é minha (bis)

 

Maria Padilha, você é a flor perfeita que vem dentro dessa seita para aqueles que tem fé

Tu és a rosa que perfuma a Umbanda

Vencedora de demandas com amor e muito axé

Maria Padilha, não me deixa andar sozinho

Ponha rosas sem espinhos nos caminhos onde eu passar

Ó pombo girê, ó pombo girá

Faça um tapete de rosas pra que eu possa caminhar

 

Pomba gira Mulambo, a deusa encantada, é no congá uma segurança

Tem caminho marcado, pisava em tapete de flores e nem sequer se importava

Deixou todos chorando e foi morar na perdição (bis)

Ela é rainha, ela é mulher

Se vestiu de Mulambo para os filhos que tem fé

 

Maria Quitéria é mulher de sete caminhos (bis)

Cuidado com ela, pomba gira é um perigo (bis)