PRETOS VELHOS NA UMBANDA

Na Umbanda os Pretos velhos são homenageados no dia 13 de maio, data que foi assinada a Lei Áurea, a abolição da escravatura no Brasil.

Pretos velhos ou Pretos-velhos são entidades de umbanda, espíritos que se apresentam em corpo fluídico de velhos africanos que viveram nas senzalas e que adoram contar as histórias do tempo do cativeiro. Sábios, ternos e pacientes, dão o amor, a fé e a esperança aos “seus filhos”.

O preto velho, na umbanda, está associado aos ancestrais africanos, assim como o caboclo está associado aos índios e o baiano aos imigrantes nordestinos.

São entidades que tiveram 222pela sua idade avançada, o poder e o segredo da sabedoria, apesar da rudeza do cativeiro demonstram fé para suportar as amarguras da vida, consequentemente são espíritos guias de elevada sabedoria, trazendo esperança e quietude aos anseios da consulência que os procuram para amenizar suas dores, ligados a vibração de Omolu, são mandingueiros poderosos, com seu olhar prescrutador sentado em seu banquinho, fumando seu cachimbo, benzendo com seu ramo de arruda, rezando com seu terço e aspergindo sua água fluidificada, demandam contra o baixo astral e suas baforadas são para limpeza e harmonização das vibrações de seus médiuns e de consulentes.

A característica desta linha, devido a elevação espiritual de tais entidades, é o conselho e a orientação aos consulentes, são como psicólogos, receitam auxílios, remédios e tratamentos caseiros para os males do corpo e da alma.

Os pretos velhos se apresentam com nomes que individualizam sua atuação, do Congo ou de Angola, evidenciando sua atuação propriamente dita e procedência. Em sua linha de atuação eles apresentam-se pelos seguintes codinomes, conforme acontecia na época da escravidão, onde os negros eram nominados de acordo com a região de onde vieram:

  • Congo (Pai Francisco do Congo) – refere-se a pretos velhos ativos na linha de Iansã;
  • Aruanda (Pai Francisco de Aruanda) – refere-se a pretos velhos ativos na linha de Oxalá. (OBS: Aruanda quer dizer céu);
  • D´Angola (Pai Francisco D´Angola) – refere-se a pretos velhos ativos na linha de Ogum;
  • Matas (Pai Francisco das Matas) – refere-se a pretos velhos ativos na linha de Oxóssi;
  • Calunga, Cemitério ou das Almas (Pai Francisco da Calunga, Pai Francisco do Cemitério ou Pai Francisco das Almas) – refere-se a pretos velhos ativos na linha de Omolu/ Obaluaê;

Entre diversas outras nominações tais como: Guiné, Moçambique, da Serra, da Bahia, etc… Muitos Pretos velhos podem apresentar-se como Tio, Tia, Pai, Mãe, Vó ou Vô, porém todos são Pretos velhos. fonte:estudodaumbanda.wordpress.com

Alguns nomes de Pretos-Velhos

  • Pai Anacleto
  • Pai Antônio
  • Vovô Agripino
  • Pai Benedito,
  • Pai Benguela
  • Pai Caetano
  • Pai Cipriano
  • Pai Congo
  • Pai Dindó
  • Pai Fabrício das Almas
  • Pai Firmino D’Angola
  • Pai Francisco
  • Pai Gregório
  • Pai Guiné, Pai Antonio
  • Vovô Gumercindo
  • Pai Jacó, Vovô Jeremias
  • Pai Jerônimo, Pai João
  • Pai João Baiano, Pai Joaquim
  • Pai Jobá, Pai Jobim
  • Pai José D’Angola
  • Pai Julião, Vovô Jurandir
  • Pai Malaquias, Pai Mané
  • Pai Miguel D’Arruda
  • Pai Roberto, Pai Serafim
  • Pai Serapião, Pai Severino
  • Pai Tomaz, Pai Tomé
  • Pai Zé

Algumas Pretas Velhas femininas:

  • Vovó Acácia
  • Vovó Ana
  • Vovó Anastácia
  • Vovó Cambinda (ou Cambina)
  • Vovó Filó, Vovó Carolina
  • Tia Chica, Vó Ditinha
  • Vovó Barbina
  • Mãe Benedita
  • Mãe Cassiana
  • Vovó Francisca
  • Vovó Luíza
  • Vovó Maria Conga
  • Mãe Maria D’Aguine
  • Vovó Manuela
  • Vovó Chica, Vovó Ana
  • Tia Joana, Vovó Maria
  • Vovó Maria Maria Redonda
  • Vovó Catarina, Vovó Luiza
  • Vovó Rita, Vovó Gabriela
  • Vovó Quitéria, Vovó Mariana
  • Vovó Maria da Serra
  • Vovó Maria de Minas
  • Vovó Rosa da Bahia
  • Vovó Maria do Rosário
  • Vovó Benedita
  • Mãe Terezinha D’Angola

    Axé Irmãos!!


Comentar com Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *