Semana santa e a Umbanda


A quaresma é um período entendido e tratado de maneira peculiar na visão de diversas religiões, mas na sua essência representa um processo necessário na vida de todo ser humano, a reflexão buscando auto conhecimento.
Todo espiritualista sabe e se prepara para as alterações energéticas geradas durante os três ciclos de grandes egrégoras (Carnaval, Quaresma, Semana Santa).
Cada umbandista sabe que a mudança faz parte do aprendizado e crescimento espiritual, devemos vencer os demônios da vaidade, inveja, egoísmo e tantos outros, para merecer a oportunidade de trabalhar na corrente de um terreiro.
Umbandista, entre nesta vibração que está sendo gerada pelos seguidores de várias religiões e retire o melhor que puder para sair renovado e ter condição de assumir a grande e difícil responsabilidade de ajudar o próximo, sem julgamentos, sem preconceito, seguindo mais uma vez o exemplo do mestre.
Quem sabe assim, com resignação e disciplina você também não deixe sua marca na história.

O terreiro de Umbanda é um pronto-socorro espiritual, os irmãos necessitados que buscam ajuda não escolhem períodos determinados para solicitar auxilio e seria muito contraditório achar uma porta fechada justo no momento de maior precisão.
Se há tantos espíritos perturbados soltos durante a quaresma, é justamente nela que precisamos trabalhar para auxilio deles e de quem mais nos procurar.
Esta casa não fecha suas portas durante a quaresma, por entender que é um período energeticamente instável.
Pedimos a todos que trabalham ou freqüentam nossa casa que aproveitem também a semana santa para fazer uma purificação interior, conversem com os pretos velhos, participem das giras, façam as limpezas indicadas, mas não se esqueçam de refletir sobre seus “demônios interiores” aqueles que não deixam você ver a luz que existe em seu coração e que poderia iluminar muitas pessoas em seu caminho.
Faça uma proposta a si mesmo(a), que nestes quarenta dias:
Exu não lhe permita acomodar.
Ogum lhe faça vencer as batalhas interiores.
Xangô lhe traga ponderação e misericórdia.
Oxossi lhe ajude a encontrar o alvo do que deve ser eliminado dentro de você.
Obaluaê cure as feridas que forem abertas durante esta jornada.
Que a sabedoria de Pai Oxalá faça você renascer na “páscoa” um ser humano muito melhor!

Axé!!