E que venha agosto…

obaluae

Eis que chega agosto!

Eis que chega o mês de Obaluaê e seus Olubajes!

Eis que chega o mês de pleno silêncio e respeito ao Rei da Terra!

Eis que chega o mês em que muitos irão partir sem volta!

Eis que se beira uma justiça diferenciada!

É o mês Dele!

Daquele que não admite traição, intriga, afofo, quizilas, mentiras e gritarias!

Chega-se o momento da reflexão e da sabedoria!

Prepara-se o banquete do Rei será servido!

Nem todos sabem preparar este banquete…

Nem todos são merecedores…

Quem não sabe quem é OBALUAÊ não se atreva a desfiá-lo!

Se você tem uma moléstia, doença ou coisa parecida a tua hora é esta!

Peça a OBALUAÊ com a tua FÉ que seu pedido será abençoado!

Silêncio absoluto o Rei esta chegando…

No barulho da sua vestimenta é feita de ìko (palha da costa) é que vou dançar e celebrar…

Opanije, opanije (dança sagrada de Obaluaê)…

É com seu deboru (pipocas) que o meu ser irá se acalmar e curar-se…

É com o seu Sàsàrà que as energias negativas, as doenças, impurezas e males sobrenaturais se afastaram…

O céu e a terra se encontram no bailar de sua Majestade…

Sua beleza e luz me desperta…

E neste encontro cá estamos nós a te admirar e louvar!

Autor: Iyá Ekedji Ogunlade