Campo Mediúnico do Médium


Todos sabemos que um ser humano, uma planta, um mineral e muitos animais não racionais possuem uma aura que os envolve, protegendo-os do meio exterior. Assim como sabemos que esta aura também é refletora da energia interior dos corpos inanimados. Nos seres vivos, é a refletora dos sentimentos e dos padrões energo-magnéticos e está intimamente relacionada com o campo emocional.

O campo mediúnico inicia-se no corpo elementar básico e expande-se uniformemente ao redor dele por aproximadamente uns trinta centímetros, e até uns setenta, no máximo. Este campo mediúnico ou eletromagnético é comum a todos os seres humanos, independente de sua formação cultural ou religiosa. E aqui nos limitaremos só aos seres humanos.

O fato é que este campo eletromagnético tem sua sede no mental, que é a “coroa” ou chacra coronário, iniciando-se ao seu redor e derramando-se em torno do corpo elemental básico. “Elemental” porque é elemento puro, e básico porque é o primeiro “corpo” que o ser humano teve formado num estágio virginal onde evoluiu.
Continuar lendo

Mediunidade – 12/11/11


Mediunidade é o meio de comunicação entre os encarnados e os desencarnados. É através dela que recebemos as orientações e palavras de conforto dos espíritos superiores e podemos praticar a caridade ao próximo. Embora em diferentes graus, todos nós possuímos mediunidade, e, portanto todos nós podemos ser médiuns. Pela mediunidade os espíritos esclarecidos executam muitas tarefas na Terra, porque eles só podem agir sobre a matéria, através de um instrumento material – “o médium”.
Não devemos pensar que a mediunidade nos foi concedida para simples passatempo, ou para satisfação dos nossos caprichos. Em nenhuma ocasião façamos dela o nosso ganha pão, e infeliz daquele que a utiliza visando seus interesses terrenos.
A mediunidade é a maneira mais simples de praticarmos a verdadeira caridade: a caridade espiritual. Cooperando com os espíritos curadores, ajudamos para o alivio dos que sofrem e como instrumento dos espíritos educadores, contribuímos para o adiantamento moral e espiritual nosso e de nossos irmãos.
Ao desenvolvemos nossa mediunidade, lembremo-nos que ela nos foi dada como auxilio para mais facilmente nos encaminharmos na evolução espiritual, liquidando através dela, pesados débitos que contraímos em encarnações passadas.
Continuar lendo