Crianças Índigo

Há muito tempo elas vêm chegando ao planeta. Ocorre que antes de 1.980, a energia que nos circundava era ainda muito densa e, muitas delas não suportando essa densidade acabavam desencarnando cedo. A partir da década de 80, acentuou-se o processo de sutilização da energia planetária, em função de pequenas verticalizações que foram acontecendo no eixo energético da Terra, ocorrendo a primeira das ativações importantes, em 16 e 17 de agosto de 1987, que foi chamada de convergência harmônica, havendo naquele momento uma grande elevação energética, que nos ancorou à quarta dimensão de consciência, ou seja, ao plano astral, que é o plano das emoções, tornando-se então a energia planetária a partir dali, mais propícia para suas sobrevivências.

Muito vem sendo escrito sobre elas, mas na verdade, a meu ver, esses nossos irmãozinhos são apenas seres mais atualizados que a humanidade como um todo, com características que a maioria dos humanos não possuem “ainda”. São muitos esses seres, entre nós, milhões mesmo, criteriosamente colocados sobre o plano terrestre, por uma Inteligência Maior. São muitos e diversificados os grupos eu diria, havendo ainda outros grupos que já estão também sendo identificados, que são as crianças golfinho e filhos da Aids. Esses seres são tidos por pessoas ainda distantes da espiritualidade, como crianças meio humanas, meio extraterrestres. Mas na verdade, somos todos extraterrestres, pois não somos humanos, apenas vivemos experiências como humanos.
Continuar lendo