Decepção

decepcao11

Quantas vezes já nos decepcionamos e sofremos por não termos conseguido alguma coisa que tanto queríamos ou por termos acreditado em alguém que, depois, demonstrou não ser aquilo que pensávamos?

A decepção nos machuca, e muitas vezes causa uma depressão que nos joga, não em cima da cama, mas embaixo dela e de onde não queremos nem conseguimos sair. Com isso, espíritos também decepcionados ou brincalhões se aproximam, sofrem, choram e vão, também, parar embaixo da cama e ficam ao nosso lado, fazendo com que nos sintamos pior a cada momento.

A decepção é causada pela idealização. Quando queremos algo ou pensamos em alguém, começamos a idealizar essa coisa ou essa pessoa da maneira que queremos que seja. Porem, na maioria das vezes nada disso é verdadeiro.

Quando só desejarmos aquilo que realmente temos condições de adquirir ou quando esperarmos das pessoas o que elas realmente têm para nos dar, não nos decepcionaremos e afastaremos a frustração, a tristeza, o sofrimento e a depressão para bem longe e só chegaremos perto da cama para dormir em paz.

Tudo o que é nosso vai chegar a qualquer momento. A pessoa que conhecemos não é um ser superior sem defeitos, mas normal como todos nós com seus defeitos e suas qualidades.

A vida é a realidade do dia a dia. Precisamos aprender a aceitar os outros e a nos aceitar como somos.

Sonhar, desejar, mas com os pés no chão para não nos decepcionarmos e seguirmos a nossa caminhada com sabedoria. Ninguém muda somente pela nossa vontade e, em muitos casos, quem precisa mudar somos nós.

Quem menos espera, muito consegue. A nossa felicidade depende de como encaramos as dificuldades. Temos condições de, com fé, superar todos os momentos ruins porque nunca estamos sós.

Por: Elisa Masselli

A vida…

amanhecer2_thumb2

A vida, aqui na Terra, é curta e, se pararmos para pensar, vamos ver quanto tempo perdemos com brigas, discussões desnecessárias. Brigamos e nos estressamos por pequenas coisas. Brigas entre irmãos, pais e filhos, marido e mulher.

Pequenas coisas que poderiam ser resolvidas com uma conversa franca, mas que não acontece por orgulho ou por raiva.

Outras vezes, essa conversa pode até acontecer, mas ao invés de conversar terminamos em outra briga mais violenta. E assim, a vida vai passando e deixamos de viver momentos que poderiam ser maravilhosos. Quando alguém que participou da nossa vida volta para a casa do Pai, nos lembramos do tempo perdido com brigas desnecessárias e em todas as coisas boas que podíamos ter dito ou escutado e sofremos novamente. Quando isso acontece no trabalho é pior ainda.

Algumas vezes, queremos uma posição que pertence a outro ou sentimos que alguém quer a nossa e sofremos, nos desesperamos. Quando uma situação como essas acontecem, o melhor a fazer é deixar o tempo passar e tentar resolver, se não conseguirmos, precisamos tentar mudar alguma situação e, se não tivermos coragem de fazer essa mudança, deixar para lá e continuar com nossa vida sem nos preocuparmos com a vida do outro.

Cada um tem sua própria estrada para caminhar e ninguém seguirá o nosso caminho por nós. O mais importante, ninguém, mas ninguém mesmo, nem mesmo nós, somos perfeitos. Todos nós temos nossos acertos e nossos erros e todos nós estamos aprendendo com a alegria ou com a dor e sofrimento, muitas vezes desnecessários e evitáveis. Vamos tentar ser felizes, nós podemos.

Por Elisa Masselli

Mensagem para reflexão

vida

Somos apegados e desapegados…
Acreditamos e duvidamos…
Amamos e somos amados…
Desprezamos e somos desprezados…
Somos ciumentos e sofremos pelo ciume…
Somos amigos e inimigos…
Sofremos e fazemos sofrer…
Temos amigos e inimigos…
Somos alegres e tristes…
Acertamos e erramos…
Magoamos e somos magoados…
Tudo isso nos leva a conclusão de que, embora quiséssemos não somos perfeitos.
Com nossos defeitos e qualidades, somos apenas espíritos caminhando e aprendendo…
Se não somos perfeitos não podemos exigir perfeição.
Precisamos, sim, nos esforçar para sermos sempre melhores e entender aqueles que não são.
De uma coisa precisamos ter certeza, a de que, apesar de que em qualquer situação em que estivermos passando, sempre aprenderemos algo que será bom para o nosso espirito.
Precisamos nos aceitar e aceitar os outros como são. Esse é um dos principais aprendizados que precisamos adquirir.

Autora: Elisa Masselli