Consciência da Gratidão

agradecimento

À medida que a psique desenvolve a consciência, fazendo-a superar os níveis primitivos recheados pela sombra, mais facilmente adquire a capacidade da gratidão.

A sombra, que resulta dos fenômenos egoicos, havendo acumulado interesses inferiores, é a grande adversária do sentimento de gratulação. Na sua ânsia de aparentar aquilo que não conquistou, impedida pelos hábitos enfermiços, projeta os conflitos nas demais pessoas, sem a lucidez necessária para confiar e servir. Servindo-se dos outros, supõe que assim fazem todos os demais, ante a impossibilidade de alargar a generosidade, que lhe facultaria o amadurecimento psicológico para a saudável convivência social, para o desenvolvimento interior dos valores nobres do amor e da solidariedade.

A miopia emocional defluente do predomínio da sombra no comportamento do ser humano impede-o que veja a harmonia existente na vida.

As imperfeições morais que não foram modificadas pelo processo da sua diluição e substituição pelas conquistas éticas atormentam o ser, fazendo-o refratário, senão hostil a todos os movimentos libertários.
Continuar lendo

Temos o que precisamos…

Sei que muito já foi falado sobre gratidão, mas acredito ser sempre oportuno esse tema, assim quem sabe, teremos “novas fichas” caindo e belíssimas formas de pensamento sendo criadas, mesmo porque, a gratidão é um sentimento que traz junto dele uma série de outros sentimentos como o amor, a ternura, a fidelidade, a amizade…
É, a gratidão é um grande mistério, afinal supera qualquer obstáculo, vence qualquer demanda e cria qualquer situação.
Perceba que se você se propuser a desenvolver atitudes de gratidão diariamente, verdadeiramente e constantemente em todos os momentos e sentidos da sua vida, você será capaz de qualquer coisa.
Claro que essa gratidão verdadeira é o principio do reconhecimento do Merecimento, é o principio do entendimento da Lei da Ação e Reação e o principio da transformação do carma para darma. Portanto, é o principio de mudanças, da felicidade, da prosperidade….
Continuar lendo

Gratidão, um dom de troca

A gratidão é um sentimento que traz junto de si uma série de outros sentimentos: amor, ternura, fidelidade, amizade, cumplicidade… Mas nunca submissão! É importante não confundir gratidão com atitudes de lisonja ou bajulação pois não há hierarquias na gratidão e não há diferenças. Aliás, o oposto da gratidão não é, como muitos pensam, o ódio, mas sim a indiferença. Quem não ama (seja que tipo de amor for: de pai, de mãe, de irmão, de namorado ou esposa) não é grato. Quem não ama não é aquele que odeia, mas sim aquele que ignora, que é indiferente. A falta de gratidão é resultado da incapacidade de dar e por isso mesmo está ligada ao egoísmo e à insensibilidade, afinal agradecer é dar, é dividir.
A gratidão não nos tira nada, ela é um dom de troca, é amor puro e verdadeiro e por isso ela se aproxima tanto da caridade, que seria como “uma gratidão incoativa, uma gratidão sem causa, uma gratidão incondicional”. Há um quê de nobreza, de olho no olho, de igualdade e reconhecimento do espírito e do pensamento daquele a quem devemos ou de quem somos alvo de gratidão.

Continuar lendo