Ritual de Iemanjá para ter seus pedidos realizados no ano de 2013

iemanjá

Simpatia para ter seus pedidos realizados por nossa Mãe Iemanjá.
3 dias antes da virada do ano, coloque em sua mesa ou em cima de um armário, uma travessa de louça branca, com todos os seus pedidos escritos num pedaço de papel, coloque sobre seus pedidos:
*3 maças verdes
*3 cachos de uva verde
*3 pêssegos
*7 moedas prateadas do mesmo valor
Coloque flores de alfazema ou flores brancas junto dessa simpatia oferecendo tudo a Iemanjá.
No primeiro dia do ano, ferva 2 litros de água e coloque as frutas e as moedas.
Tome esse banho da cabeça aos pés.
Jogue o que sobrou do banho em água corrente.
Continuar lendo

Orixás regentes de 2013


A revelação do(s) Orixá(s) regente(s) do próximo ano é algo que causa grande expectativa na comunidade, simpatizantes e até médiuns umbandistas. A regência de um Orixá num novo ciclo nos dá a dimensão das características do ano que se iniciará e em quais aspectos esse novo período pode contribuir conosco ou ainda, onde devemos ter mais atenção.

Continuar lendo

A filha de Olorum


E sua majestosa voz ecoou pelo alto, pelo embaixo, pela esquerda e a direita, pelo a frente e o atrás, pelo envolta. Por determinação do pai – mãe de Todos, uma nova religião nasceria sob solo brasileiro. Era sua filha mais nova, a Umbanda.

E um verdadeiro rebuliço começou no Orum, pois logo o mais respeitado dos Orixás se ergueu de seu Trono e disse que ele seria o responsável e sustentador maior da religião. Oxalá abençoava o nascer da mais nova filha de Olorum, e a assumia dos Seus Divinos Braços. Nela a espiritualidade e a fé estariam presentes, como aceleradora da evolução de todos. Não existiriam dogmas, e apenas um grande fundamento: Amor e Caridade.

E logo começaram a chegar os Orixás, todos também abençoando e apadrinhando a nova filha de Olorum. Ogum e Iansã, os mais emocionados de todos, diziam que protegeriam a nova religião com as armas da Lei.

E então a voz trovão de Xangô ecoou, pelos quatro cantos do Orum, dizendo que ele seria a Justiça a favor de todos. Sua palavra seria Lei, e os filhos de Umbanda nada temeriam, pois todos são filhos de Rei, o Rei Xangô.
Também apresentou a todos sua mais nova esposa, Egunitá a quente irmã mais nova de Iansã. Ela que era “fogo puro” encantou a todos, e disse que protegeria a Umbanda.
Continuar lendo

Preciso de um banho de sal grosso !


Então vai tomar banho de mar…

O banho de mar é muitas vezes mais potente que o banho de sal grosso. Isso porque a água do mar possui elementos que o banho de sal grosso não possui (vitalizantes); além disso, temos o sol, que derrama suas energias depois que a pessoa se banha na praia.

O mar é conhecido pelos irmãos da umbanda como “Kalunga Grande”, que significa grande cemitério, que descarrega e absorve as energias negativas que estão impregnadas na aura dos seus freqüentadores.

Diferente do banho de sal grosso, que descarrega energias positivas e negativas, o banho de mar limpa nossa aura e a imanta de energias positivas. É um santo remédio.

O mar é regido por um Orixá, que se chama Iemanjá e que é representado pela figura de Nossa Senhora, de braços abertos.

Essa figura representa a natureza passiva dessa “energia”, que recebe a todos de braços abertos, absorvendo com todo amor e carinho as energias negativas e doando, através do seu coração iluminado de luz, as poderosas energias que vem do alto.
Continuar lendo