CONSELHO DE AMIGO!


Certa vez fui questionado por um Guardião, sobre como eu estava. Eu, em meio à angústia e falta de esperança, respondi para que estava ‘sobrevivendo’. Ele sempre muito direto em suas palavras, me perguntou o motivo pelo qual eu estava vivo, pois sobreviver é pouco e um tanto quanto egoísta.

Imerso em meus pensamentos angustiados e desorganizados dos últimos dias, eu não soube o que lhe responder. Na verdade, eu não tinha um motivo forte ‘na ponta da língua’ para responder sua pergunta, que de fato era uma pergunta simples. No momento passaram pela minha mente lembranças boas, que me fazem sentir melhor, minha família, pessoas que eu amo e quero bem, mas antes que eu pudesse dizer algo, ele, sempre astuto, me dissera: “é pouco! Sim, é pouco você me responder que vive pelos outros. Que seja um filho seu, por mais bonito que isso seja, ainda é pouco. Um dia os seus, ou seja lá quem for, vão embora, eles vão procurar suas razões para viverem. E você? Sua razão pra viver se foi, voou para longe, como o ciclo natural de tudo. Ai filho, você vai viver pelo que? Por quem?”.

Alguns dias após essa conversa, eu sigo em análise, sigo em reforma íntima, procurando meus motivos pra responder a sua pergunta.

Todos os dias em meio ao caos dos meus pensamentos, quando sinto o desespero bater na minha mente, eu me pergunto: E aí, está vivendo pelo que? Chega a ser cômico, pois todos os dias ao me deitar eu tenho tanto pra agradecer, e mesmo assim eu ainda não sei o que responder a ele.

Talvez eu jamais tenha uma resposta pronta, mas a sua pergunta sempre ecoa na minha mente e me impulsiona todos os dias.

Parece pouco, parece simples, parece até bobo, mas às vezes é só disso que precisamos: um questionamento interno. Ainda não sei o que responder, mas a partir daquele dia eu parei de sobreviver e voltei a viver… Pelo que? Eu ainda não sei, estou vivendo pra saber.

Texto enviado por Murillo Folster, integrante da corrente mediúnica do Templo de Umbanda Caboclo Ubirajara.

PROCRASTINAR O SAGRADO!


Comecemos o texto, primeiramente explicando o significado de Procrastinar.

“Procrastinar é o ato de adiar algo ou prolongar uma situação para ser resolvida depois.

A procrastinação é um comportamento considerado normal ao ser humano, no entanto pode ser muito prejudicial quando começa a impedir o funcionamento de rotinas pessoais ou profissionais.

O verbo procrastinar é utilizado no sentido de negligenciamento de atividades, ou seja, quando um trabalho não recebe a devida atenção e importância que deveria, sendo deixado de lado para a produção de outras atividades menos importantes, por exemplo.”

Pela explicação dada acima, creio que já saibam do que se trata esse texto.

Estou na espiritualidade desde que nasci. Tive o privilégio de ser ninada em colo de preto velho, de brincar com um Erê enquanto carregava a inocência e alegria deles dentro de mim. Tive o privilégio de conhecer esse mundo enquanto também me descobria como ser humano.

Continue lendo

Lições de Vida

amanhecer2_thumb2

Um dia você errou. Errou muitas vezes. Errará muitas ainda.

Procure suportar com caridade os erros dos que o cercam, da mesma forma como quereria que suportassem os seus.

Você se revolta quando não o compreendem. Por que, então, não se esforça por compreender as faltas alheias?

Saiba que tudo o que fazemos contra os nossos semelhantes, quase que como força de retroação magnética, volta-se contra nós. O mal tem poder de se vingar, Às vezes em forma de violenta reação.

Tolere os erros alheios com aquela caridade capaz até de os corrigir.

Olhe sempre a vida que Deus lhe deu como uma oportunidade de praticar o bem, de ajudar a seu próximo.

Não pare em meio ao caminho olhando para trás, como a medir o que já fez ou deixou de fazer.

Enquanto estiver preso ao seu passado, bom ou mau, estará deixando de praticar o bem.

Dê a mão a quem dela precise. Uma palavra de amor e de consolo será sempre bem recebida, como benção que vem do Alto.

Um sorriso derramado com bondade cura muitos males e alivia muitas dores.

Vá pela vida a espalhar esperança e muita alegria. A recompensa virá depois.

Fonte: Extraído de “Comece o Dia Feliz” (Reflexões) de J.S.Nobre