Nasci!!! E agora?


Depois de três abortos e uma quarta gravidez, toda controlada, com repouso e tratamento; com sete meses de gestação, finalmente minha filha nasceu! E agora? Eu seria capaz de cuidar dela? Daria certo? Eu a perderia, como perdi os outros? Tudo isto e muito mais me veio à mente depois do seu nascimento.

Cada um dos meus abortos tinha deixado sua marca. No primeiro, muita hemorragia; no segundo, muita dor e a perda aos seis meses de gestação; no terceiro, comecei a perder em casa e vi os pezinhos do bebê. Não sei expressar em palavras o que senti. Foi muito forte! A gente sente como se arrancassem um pedaço da gente e, parece que não vai cicatrizar nunca mais.

Depois disso tudo, resolvi que não tentaria mais. Adotaria um bebê. Afinal, sou adotiva e sei quanto amor, cuidado e atenção recebi. O médico, porém, me convenceu a fazer um novo tratamento e, pediu que tentássemos mais uma vez. Algo dentro de mim falou mais alto e… tentei.
Continuar lendo