Todos somos médiuns?

ramatis

TODAS AS CRIATURAS SÃO MÉDIUNS?

A Mediunidade não é faculdade EXCLUSIVA aos espíritas, mas todos os homens, são intermediários das boas ou más inspirações dos Espíritos.

Mesmo os homens ateus ou descrentes da imortalidade da alma, não estão isentos da mediunidade. Eles também podem ser instrumentos inconscientes dos desencarnados.

Ramatis nos diz que só a mediunidade natural, que é fruto do maior apuro espiritual da alma, revela-se de modo sereno, como um dom inato, sem produzir quaisquer sensações desagradáveis no ser.

Caso se trate de “concessão” provisória feita pela administração sideral, no caso da “mediunidade de prova”, despertada excepcionalmente pelos técnicos do mundo astral com o fito de favorecer às almas (espírito encarnado) muito endividadas, o seu despertamento, é em geral desagradável.
Continuar lendo

Erros cometidos por Médiuns Umbandistas


Todos estamos propensos a cometer erros. Não é só de acertos e harmonia que vivem os templos de Umbanda. E existem erros graves que são praticados por alguns pais e filhos-de-santo. Esses erros tendem a gerar uma vibração negativa, vindo a desestabilizar o foco de equilíbrio. São eles:

· Dar guarida a comentários maledicentes, ou a mentiras, por ciúmes de alguns médiuns menos preparados em relação a médiuns mais desenvolvidos.
· Uso indevido de determinados elementos e/ou uso de elementos estranhos ao ritual do culto.
· Exploração financeira contra filhos da casa e frequentadores. A Umbanda não cobra qualquer incentivo financeiro ou doação de qualquer material sobre seus trabalhos.
· Mau cumprimento dos preceitos pelos membros da casa.
· Conduta imprópria ou desrespeitosa de membros da casa.
· Atividades não relacionadas ao culto dentro do mesmo ambiente da casa.
· Omissão de socorro, pouco caso ou deboche daqueles que ali buscam auxílio.
· Ciúmes pelo tratamento dado pelo Sacerdote da casa a um ou outro filho.
Continuar lendo