OFERENDAS PARA OS ORIXÁS:

acaraje

Olá, irmãos de fé!
Segue abaixo algumas oferendas básicas para os nossos amados Orixás, caso tenham duvidas de como fazer e onde fazer, deixe nos comentários e ficaremos felizes em responder!

Oferenda para Orixá Oxalá:

 – pano de cor branca ou gramado de jardim;

– sete velas brancas;

– frutas brancas (melão, goiaba branca, uva Itália);

– vinho branco licoroso;

– água de bica ou de fonte;

– Flores brancas;

– Comidas brancas ( canjica e arroz doce);

– Pães brancos;

– Mel;

– Um coco verde com sua tampa cortada e um pouco de mel dentro de sua água;

– pedras de cristais;

– três pembas brancas;

– travessa de louça branca.

 

Oferenda para Orixá Oxossi:

– pano de cor verde ou uma campina;

– sete velas verdes;

– frutas de qualquer espécies, menos ácidas;

– comidas (moranga cozida com milho verde, maça cozida inteira regada com mel,      doces cristalizados );

– vinho tinto;

– flores do campo;

– três pembas verde;

– um prato de fubá;

– uma travessa de louça branca.

 

Oferenda para Orixá Xangô:

 – toalha marrom ou uma pedreira;

– sete velas marrom;

– frutas ( abacaxi, melão, manga, melancia, laranja e goiaba vermelha);

– cerveja preta;

– água mineral;

– comida( rabada cozida com quiabo e temperos );

– flores crisântemos;

– uma gamela.

 

Oferenda para Orixá Ogum:

– pano vermelho ou uma campina;

– sete velas vermelhas;

– flores vermelhas, cravos ou palmas vermelhas;

– frutas ( laranja, pêra, goiaba vermelha, ameixa preta, abacaxis e uva);

– cerveja branca;

– comida (feijoada)

– uma travessa de louça branca.

 

Oferenda para Orixá Obaluaiê:

 – pano branco;

– sete velas brancas;

– flores ( crisântemos brancos ou quaresmeira );

– frutas ( fruta do conde, caqui, e coco seco);

– comidas ( pipoca estourada no dendê batata doce roxa cozida, beterraba cozida, mandioca cozida, tudo regado com mel );

– bebida ( vinho branco licoroso, água de poço );

– uma travessa de louça branca.

 

Oferenda para Orixá Oxum:

– uma pano dourado;

– sete velas rosas;

– flores rosas brancas, cor-de-rosa, amarelas e vermelhas;

– frutas cereja, maça, perâ, melancia, goiaba, framboesa e pêssego;

– comida, canjica amarela regada com mel;

– uma travessa branca.

 

Oferenda para Orixá Iansã:

– uma toalha amarela;

– sete velas amarelas;

– frutas ( laranja, abacaxi, pitanga, uva, morango, melão amarelo, pêssego e goiaba vermelha );

– bebida champanhe de uva ou de cidra;

– flores amarelas;

– comidas ( acarajés, arroz doce enfeitados com abacaxi em caldas e canela em pó por cima );

– uma travessa de louça branca.

 

Oferenda para o Orixá Nanã Buruquê:

– toalha de cor lilás;

– sete velas lilás;

– flores do campo, lírios ou crisântemos;

– frutas ( uva roxa, melão, manga, mamão, maracujá doce e figo );

– bebidas ( champanhe rose ou vinho tinto suave );

– uma travessa de louça branca.

 

Oferenda para Orixá Iemanjá:

– toalha azul clara;

– sete velas azul clara;

– flores ( rosa branca, palmas ou lírios brancos );

– frutas ( melão em fatias, cerejas, laranja lima, goiaba branca, framboesa e maça branca );

– bebida ( champanhe branca );

– comida ( manjares, peixe do mar assado, arroz doce com canela em pó );

– uma travessa de louça branca.

 

AXÉ IRMÃOS!!!

A relação entre Natureza, Oferendas, Entregas e Despachos

natureza1

Os umbandistas acabam levando a fama de “sujar” as cidades muito em função do abuso que uma boa parte dos praticantes cometem ao fazer suas oferendas, seja nas praias, seja nas áreas urbanas (encruzilhadas), diversas vezes este assunto já foi abordado, mas nunca é demais.

Queridos irmãos,
Vamos tomar consciência quanto à relação entregas, despachos ou oferendas no meio ambiente com o momento de valorização ecológica que vivemos em nosso planeta.

Nossa religião tem uma estreita ligação com a natureza onde por meio dos sagrados Orixás a cultuamos, respeitamos e amamos como forças exteriorizadas por Deus para nos servir e dela cuidarmos. Então, temos que ter a consciência de quando somos intuídos ou mesmo a pedido de nossos Guias espirituais, vamos a um ponto da natureza ou até mesmo em uma via pública para realizar um ato religioso através de uma oferenda, entrega ou despacho, que não dá mais pra ficar andando por aí e topando com trabalhos deste porte nas esquinas, em cachoeiras ou outros lugares, muitas vezes revirados, ou fedendo com carne já em estado de putrefação; precisamos acabar com esta prática que só nos causa mais desrespeito e discriminação com nossa religião.
Continuar lendo