Ogunhê, meu Pai!

Ogum Lindo

Quem de nós, seres humanos, não tem como ideal a liberdade?
A liberdade de ser, de estar, de fazer, de se movimentar, de agir com força, determinação e muita proteção?

Assim, se seu sonho de liberdade é algo a ser conquistado, saiba que os negros africanos, aqueles que nasceram livres e foram reduzidos à humilíssima condição de escravos, cultuavam Ogum, pois era Ele quem dava a Força de que necessitavam para conseguir a liberdade.

Ogum é o Orixá da Guerra, o guerreiro, general destemido e estratégico, é aquele que veio para ser o vencedor das grandes batalhas, o desbravador que busca a evolução.
Continuar lendo

Algumas das linhagens do Orixá Ogum.

Ogum Beira Mar

Essa linhagem do Orixá Ogum é escudo fiel das tormentas e dos bravos navegantes, esse orixá é o lado masculino da calunga grande, é o lado de força contra as demandas, defensor da lei e da ordem. Defendendo os fracos e as pessoas que estão sobre energia negativa, sua morada na sétima onda do mar, onde recebe suas oferendas e descarrega todo mal de seus filhos.

 

Ogum Iara

É uma falange do grande orixá Ogum e tem seu ponto de força nas cachoeiras trabalhando energeticamente com Oxum, combinando a purificação do fogo com as águas doce dos rios e cachoeiras.

 

Ogum Rompe Mato

É uma falange intermediaria entre orixá Ogum e Orixá Oxóssi, seu campo de atuação é na entrada das matas, onde Oxóssi governa, defendendo em suas trilhas as almas que ali habitam.

 

Ogum Megê

Trabalha na linha das almas, fazendo um cruzamento com o senhor Obaluaê, comanda as energias da canga pequena (cemitério). É um disciplinador de almas perdidas aplicando as leis sagradas.