Aos egoístas, vaidosos e orgulhosos.

rosa+caveira.gif

O desequilibrado mentalmente e emocionalmente, encontra como calço para seus pés incautos e insensíveis, os que ele tem como mendigos do saber de algo a mais. E ele débil cidadão através do impor condições sobrevive apenas, mais e mais ansioso por aplausos e viciado pelos apegos do ego agressivo; tendo como suporte para o poder, a, avantajada vaidade em legitima tentativa de se sobrepor aos alheios a suas analises petrificadas com os seus modos e formas vivencias não menos mecânicas e repetitivas de desleixar da vida. Eis que o ser mentalmente e emocionalmente desequilibrado, vive em procura sequiosa de perceber-se ao menos em paz, ante o meio que vive, assegurando-se que só os outros lhe vejam com pena. Lamentável, miserável de si mesmo! Eis uma situação dos alienados pela vaidade, orgulho e egoísmo, que não sente por si próprio a paz.

Espírito Guardiã Exu Rosa Caveira.
Psicografia médium: Edson Rosa
Fonte: Diálogo com os espíritos

A Cura dos Vícios pela Rosa do Amor


Falar em vício é falar de alguma coisa que a gente faz e repete habitualmente, mesmo sabendo que isso prejudica nossa saúde física, mental, emocional, moral e espiritual, além de atingir também as pessoas do nosso convívio. Todo vício gera alguma infelicidade na pessoa, na família e na sociedade.

Os vícios mais conhecidos estão ligados ao consumo abusivo de álcool e de drogas ilícitas, porque trazem danos muito visíveis. Seu uso habitual provoca desequilíbrios e doenças graves, algumas de longo prazo e outras mais imediatas.

O uso continuado do álcool traz danos para o corpo e a mente, perturbando o espírito. Pior de tudo é que pode ser consumido legalmente, está à venda em todo canto, e seu uso costuma ser bem tolerado pela sociedade. A intolerância só aparece quando o indivíduo já está dominado pelo vício, doente, incapaz de trabalhar e causando muito sofrimento para a família e os amigos. Nessa hora, quando ele mais precisa de ajuda, acaba sendo desprezado por todos, visto como um ser inferior, um fraco, “um cachaceiro”. Coisas da hipocrisia humana…
Continuar lendo